SUPLEMENTAÇÃO DE COLÁGENO HIDROLISADO

Saiba como age o suplemento

Por Maristela sv 22/10/2018 - 16:44 hs

Afim de buscar uma pele mais resistente às ações do tempo e da gravidade, muitas mulheres optam pela suplementação de colágeno hidrolisado. "Ele nada mais é do que o colágeno quebrado em partículas menores, em aminoácidos, para ser absorvido mais rapidamente do que o colágeno propriamente dito", explica a dermatologista Michele Haikal.

O colágeno responde por quase ¼ de toda proteína em nosso corpo. E como todo aminoácido, é usado pelo organismo para formar estruturas no nosso corpo. "Seja esta estrutura cabelo, pelo, colágeno, célula de defesa, músculo, etc. Ele pode ser tomado pela manhã todos os dias."

Com 30 anos, sabe-se que há perda de 1% do colágeno que produzimos ao longo de um ano, gerando o surgimento das rugas. "Geralmente não é um problema utilizá-lo em pessoas novas, ao menos que elas não tenham problema renal. Para as idades avançadas, deve-se fazer um estudo da função renal para evitar problemas", complementa a especialista. Isto porque o aminoácido em excesso pode sobrecarregar o rim de maneira permanente.

Extraído do osso e da cartilagem do boi, o colágeno presente nos suplementos deve ser hidrolisado – ou seja, passar pelo processo de hidrólise (quebra pela água das moléculas de proteína) para que possa ser absorvido facilmente pelo organismo. Nesse formato, ele é considerado alimento pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e, portanto, pode ser comprado sem prescrição médica. 

Seu formato mais consumido é em cápsulas, mas existem as versões em sachês, balinhas de goma e até mesmo bombons. 

Mas atenção: o suplemento não diminui a importância de uma dieta rica em alimentos que estimulam a produção de colágeno no organismo. Inclua carne magra, frango, peixe, ovo, legumes, verduras, frutas e castanhas. 














Loading...