Geral

A carne também é fácil no orçamento prévio para a inflação de janeiro e ele é de 0,71% | VISTA

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15), prévia da inflação oficial, desacelerou e ficou em 0,71% em janeiro, após a gravação de 1,05% em dezembro de 2019, de acordo com dados divulgados na quinta-feira, 23 de janeiro, peloInstituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Apesar disso, o índice registrado em janeiro é o maior para o mês desde as olimpíadas de 2016, quando foi de 0,92%. Em janeiro do ano passado, a taxa foi de 0,30%.

A inflação do período, refletida no comportamento do preço da carne bovina, que passou de uma alta de 17,71% em dezembro para 4,83%, em janeiro. Os preços de frutas (3,98%) e frango inteiro (4,96%), no entanto, o tempo frio no início de dezembro. Já a cebola, caiu 5,43%.

Dos nove grupos de produtos e serviços para os entrevistados, sete tiveram uma alta de passagem de dezembro para janeiro. A maior mudança (1,83%) estavam no grupo de alimentos e bebidas. O Next é um p-grupo para o sector dos transportes (0,92%), devido à gasolina, que não paravam de chegar em janeiro (2,64%).

Também no grupo de transportes, sobre o resultado do ônibus (0,30%) foi o resultado dos ajustes das passagens está em Brasília e em São Paulo. A mesma coisa aconteceu com o táxi (0,28%), devido ao aumento na média de 2,20 por cento nas tarifas, no Rio de Janeiro, e na passagem de ônibus interestadual (2,91%), em Salvador, brasil. Por outro lado, as áreas de transição, ter caído -6,45 em janeiro, após alta de um 15,63% registrada no ipca-15 de dezembro.Publicidade

A maior queda foi registrada no grupo habitação (-0,14%), impulsionado pela energia elétrica (-2,11%). A redução no saldo de luz vem da manutenção da bandeira e a tarifa de amarelo, em janeiro, e você adicionar a listas de R$ 1,34 por 100 quilowatts-hora consumidos. Também, na moradia, gás canalizado, e o botijão de gás gama de 0,49% e 0,21%, respectivamente. Os demais grupos foram entre a queda de 0,01 por cento em itens de residência, e uma alta de 0,47% nas despesas.

O IPCA-15 é calculado com base nas famílias com renda de 1 a 40 salários, e que vivem nas grandes áreas metropolitanas do país, além de Brasília e Goiânia, brasil, entre a segunda quinzena no mês anterior e as duas primeiras semanas do mês de referência. . Dentro dos próximos 12 meses, o indicador acumula alta de 4,34%, acima de 3,91% registrados nos 12 meses anteriores, e também bem acima da meta de inflação para o ano, que é de 4%.

Em janeiro, todas as regiões pesquisadas tinha um ambiente de alta inflação. O resultado mais importante foi visto na cidade de Belém (1,13%), influenciados pela guerra do vietnã. Já a menor taxa foi relatado em Brasília-df (0,29%), por conta da queda do preço do bilhete de avião.

AlimentaçãoconsumoIBGEInflação

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/raviera/public_html/wp-includes/functions.php on line 4757

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/raviera/public_html/wp-includes/functions.php on line 4757