Geral

A classe que você deseja aproveitar o “episódio das algas’ na água | VEJA

Ela tem no ano passado, a classe dos 50 maiores salários no Cedae – companhia de águas do Rio de janeiro – estão procurando tirar proveito do episódio para a proliferação de algas encontradas na água de alguns bairros da capital, cidade do estado.

Ele disse, aqui, que, após as demissões, a tarefa de verificar a qualidade da água que tem sido negativamente afectados.

Mas, além de que o fenômeno está relacionado com as condições meteorológicas, o departamento de Controle da Qualidade da Água na Região Metropolitana, é agora gerido pelo químico agrupamento com 15 anos de carreira da empresa.

A classe do salário gordo, representava 1% do número de funcionários, mas abocanhava 7% de sua folha de pagamento…ou mais de 2 milhões de reais ao mês.Publicidade

Esta não é a primeira vez que uma substância, que é produzido pelas algas que é encontrado na rede para o abastecimento de água do Rio. Esse fenômeno também ocorreu em 2002. Casos semelhantes ocorreram em São Paulo (2008), Rio Grande do Sul e Paraíba (ambos de 2018).

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/raviera/public_html/wp-includes/functions.php on line 4757

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/raviera/public_html/wp-includes/functions.php on line 4757