Geral

As baleias jubarte se aproximando nadadores no lado leste do Rio – Notícias – R7 ao Rio de Janeiro

As baleias jubarte se aproximando nadadores no Rio de Jogar no Youtube

Mesmo que ir para a praia, para a Barra da Tijuca, bem como os últimos 20 anos, o kitesurfista Giovani Mancuso, de 27 anos, eu nunca vi uma baleia, para aqueles mares, até a manhã deste domingo (30).

Para obter detalhes, consulte as Baleias Jubarte fornecer um show no mar do Rio de Janeiro

Em seu perfil no Youtube, o atleta divulgou a imagens dos saltos das baleias jubarte, que veio do povo, e os praticantes de canoagem de mar no litoral do rio de janeiro. “Eu não acho que o mundo inteiro está impressionado com um grande um desses. É um animal majestoso,” ele disse.

No vídeo que registra a aparência de um animal que já tem quase 15 mil visualizações. De acordo com Mancuso, este é o tipo de evento que o faz valorizar ainda mais o lugar onde você vive, e ajudar a espalhar a palavra sobre a importância de sua preservação.

Esta não é a primeira vez que as ondas dar as caras no inverno no rio este ano. Na manhã do último dia 17, sete pessoas entram em contato com uma baleia jubarte enquanto remavam no do Bar.

A migração

De acordo com o coordenador de meio ambiente do Instituto Baleia Jubarte, Sérgio Cipolotti, em cenas como as descritas acima estão se tornando mais e mais comum. “Eles estão migrando da Antártida para a costa do brasil e a raça. No início da temporada, as baleias passam pelo litoral de são paulo e Rio de Janeiro, antes de ser enviado para a Abrolhos, sul da Bahia, onde permaneceu até setembro”, disse ele.

Cipolotti conta o fato de que, desde 1987, quando a caça de baleias foi proibida por Lei, primeiro ela o rejeita, então deputado federal pelo Estado de São Paulo, gastone Righi, a espécie não conseguiu recuperar a tempo. Naquele tempo, no Brasil, estimou-se apenas a 500 baleias, as baleias jubarte, enquanto hoje o número ultrapassa a 20-mil-a – baleias jubarte esquerda em 2014, a lista de animais em extinção.

Um aumento no número de baleias que, de acordo com o IBJ, o resultado de ações do governo, em conjunto com os esforços da sociedade civil. “Estamos fora da lista de animais em risco de extinção, mas ainda é uma espécie em risco. É ainda susceptível de ser os fatores com as redes de pesca, colisão com vasos grandes, de acidentes, de mineração, ou o petróleo e o aquecimento global”, diz o coordenador de design de Comunicação, Enrico Marcovaldi.

O coordenador Brad Cipoloti aponta que, mesmo se eles são animais dóceis, e as baleias jubarte podem ser agressivos se eles estão com seus filhotes. Ele orienta que ele deve ser substituído por navios, surfistas ou banhistas, com uma distância mínima de 100 metros dos animais.

As diretrizes estão estabelecidas na portaria nº. 117 do Instituto Brasileiro do meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), que prevê, entre outras coisas, que os barcos de passeio só pode ver de perto as baleias jubarte por 30 minutos, e podem não produzir ruído, além daqueles gerados pela operação normal de um navio.

Copyright © Acessado. Todos os direitos reservados.

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/raviera/public_html/wp-includes/functions.php on line 4757

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/raviera/public_html/wp-includes/functions.php on line 4757