Geral

Facebook vai proibir anúncios que incentivar os eleitores a não votar – Notícias – A7, Tecnologia e Ciência

Anúncios no Facebook não será capaz de campanha contra a votação nas eleições de pixabay

O Facebook anunciou no domingo (30), e que passa a proibir a divulgação de anúncios em uma rede social, ele vai pedir para os eleitores dos Estados Unidos não para votar, um movimento que teria ocorrido durante as eleições presidenciais de 2016, como parte de uma tática para influenciar o resultado da eleição. Veja também: Facebook rejeita a quebra da empresa, e o chama para mais de regulamento, Facebook anunciou criptomoeda usar no telefone e no Messenger, os Investidores pedir que os olhos dos outros para encurtar o artigo no Facebook, a Justiça do Equador, envia release para ser acusados de fraude no Facebook

A empresa disse que está desenvolvendo uma nova política interna para lidar com este tipo de publicidade, e explicou que a proibição é restrito à propaganda, e não abrangem, em princípio, a partir dos comentários feitos pelos usuários.

“Nós pegamos as ações do passado, em que a plataforma tem sido utilizado de forma inadequada para suprimir o direito de voto, e nós temos uma política que proíbe anúncios que são direcionados para o povo não votar”, disse o Facebook em um relatório publicado hoje.

Abalada por diversos escândalos de vazamento de dados e a divulgação de notícias falsas no passado alguns meses, o Facebook já se encarrega de eliminar o conteúdo que você considerar ter sido criado com o intuito de confundir o usuário, ou para a divulgação de informações imprecisas sobre as datas e locais para votação.

A nova política visa evitar uma campanha para incentivar a abstenção de determinados grupos políticos nos Estados Unidos na eleição presidencial de 2020, quando o Donald Trump tenta a reeleição.

O Facebook é para poucos meses, no coração do debate sobre qual o papel que a rede social deve jogar como um regulador do conteúdo que é compartilhado na plataforma, e como lutar contra a propagação de notícias falsas, que influenciaram a vida política e social de vários países nos últimos anos.

O maior escândalo da empresa foi revelado em março do ano passado, quando foi descoberto que a consultoria política dos ingleses e Cambridge Analytics têm acesso a milhões de dados de usuários, sem seu consentimento, e usou-as para influenciar o resultado da eleição.

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/raviera/public_html/wp-includes/functions.php on line 4757

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/raviera/public_html/wp-includes/functions.php on line 4757