Geral

Inflação oficial do país, perto de 2019 em 4,31% | VISTA

A inflação, medida pelo Índice de Preços ao Consumidor amplo (IPCA) fechou a 2019 em 3,75%. O termo é também muitas vezes utilizado como inflação, um oficial do governo, e foi lançado na sexta-feira, dia 10, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Com isso, a taxa foi excedido um pouco no centro da meta definida pelo governo, que foi de 4,25%, com uma margem de tolerância de 1,5 pontos percentuais, de uma forma ou de outra. No ano de 2018, o índice havia fechado em 3,75%.

Os preços no grupo alimentação e bebidas, bem como no bolsos dos brasileiros no último ano. A alta de 6,37% e foi puxado, principalmente, pela carne, os preços dispararam no mercado interno devido ao aumento das exportações para a China e a desvalorização do real brasileiro. RelacionadasMais LidasEconomia Economia, os preços ao consumidor amplo índice cai para 0,21% em novembro, maior diminuição do mês, a partir RealEconomia Economia, bolsonaro assina um decreto fixando o salário mínimo em R$ 998 em 2019Economia Economia 1Mega uma volta de 2019: os números sorteadosEsporte Sport 2’Big as coisas começam com pequenos passos,'”, diz a esposa do SchumacherEntretenimento de Entretenimento, A 3’Surubão de Noronha, brasil.’ novo casaEntretenimento Entretenimento 4Silvio os Santos, para quebrar o silêncio sobre a acusação de racismo

Publicidade

O destaque foi a carne, onde a mudança no acumulado no ano foi de 32,40%, com a maioria do aumento de preço concentrado nos últimos dois anos (27,61%). Seu peso foi também maior nos planos do sector da saúde (8,24%), devido ao reajuste autorizado pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). A comida fora de casa também teve uma profunda influência no índice, o aumento do custo de alimentos”, disse o gerente do IPC, Pedro Kislanov.

Dos nove grupos em detrimento das pessoas entrevistadas, apenas os itens na residência teve uma diminuição (-0,36% em 2019. O resto dos grupos apresentaram as seguintes taxas de inflação: alimentos e bebidas (6,37%), habitação (3,9%), vestuário (0,74%), transportes (3,57%), saúde e cuidados pessoais (5,41%), despesas pessoais (4,67%), educação (4,75%) e mídia (1,07%).

Em dezembro, o IPC foi de 1,15%, contra 0,51% registados no final de novembro. De acordo com Kislanov, foi o maior resultado para o mês de dezembro desde 2002, quando a inflação foi de 2,10%. “O outro alto, tem sido observado no mesmo mês, com o destaque da gasolina (3,57%), e as passagens em que subiu para 4,35% em novembro, 15,62% em dezembro. Jogos de azar (12,88%) também tem tido um impacto sobre a inflação em dezembro, de acordo com o ajuste no preço da aposta, a qual é válida a partir de novembro”, disse o gerente do IPC. ConsumidorIBGEInflaçãoIPCA

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/raviera/public_html/wp-includes/functions.php on line 4757

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/raviera/public_html/wp-includes/functions.php on line 4757