Geral

Menina com leucemia e esperando por mais de um mês, de conformidade com a liminar, para a compra do medicamento em Cidades – R7 Gazeta Digital

O construtor é a leucemia-Universidade Digital

O jovem Construtor Garbin-Lo, de 15 anos, morador de Barra do Bugres (165 KM) do estado, está travando uma verdadeira luta pela vida, ele é 7 anos de idade. Quem tem leucemia linfóide aguda, que é um tipo de câncer do sangue e da medula óssea que afeta as células brancas do sangue, ele encontrou um doador de medula óssea compatível, mas para dar os próximos passos no tratamento, está na necessidade de um produto, de alto custo, e esperando o cumprimento de uma decisão judicial que a prefeitura e o governo do Estado para arcar com o custo.

Por favor também note – Nos últimos 15 anos, o projeto atende a mais de 1,5 milhões de crianças e adolescentes de Cuiabá, e na ESCRITA

O primo do rapaz, Geizi, ele explica que é a única maneira em que o transplante é para enviar para o Construtor do tratamento de emergência, com a utilização de 56 frascos de medicamentos, que custou mais de us$ 17 bilhões em cada garrafa. “Isto é, o custo é de mais de us$ 900 milhões. O maior problema é que ele não é fornecido pelo público, e a família não tem condições, algumas das cobrir o custo tanto quanto este”, diz ele.

Ela ressalta que o único jeito era recorrer à justiça para a qual foi adquirido. No dia 11 de abril, 2019, o juiz concedeu uma liminar favorável para determinar o estado de Mato Grosso, no município de Barra do Bugres, para fornecer a droga para o paciente, no entanto, não foram fornecidos.

“No dia 26 de junho, o tribunal confirmou a Liminar por transformá-lo em uma sentença com resolução de mérito, e nada de pagamento. No dia 17 de julho, ele foi determinado para bloquear a conta do Estado, mas ele não dá qualquer garantia, pois é um recurso necessário.

Geizi conta o fato de que a família está desesperada, porque a doença é tão grave que um aumento substancial, e, de acordo com o relatório médico dos últimos 16 dias, o paciente nenhuma medicação foi solicitado, corre-se o risco iminente de a recorrência da doença. “Ele não pode ser um transplante de medula óssea, e, consequentemente, levam à morte.

No caso de

De acordo com o relatório médico, a escola iniciou o tratamento, em 2012, e no final de setembro de 2015, e à medida que a doença havia entrado em remissão. No entanto, depois de 11 meses, a construtora apresentou uma recaída no final da doença, e isto causou-lhe para ser submetida ao tratamento.

A primeira foi, mais uma vez, indo para a remissão, no entanto, é na fase de manutenção para o segundo tratamento, ele foi presenteado com a segunda recorrência da doença. Com este segundo single, a situação tem piorado, e foi a hora de iniciar um novo tratamento, em fevereiro de 2019. O terceiro, e o mais pesado, rígido, e a última oportunidade de o fazer.

No final do protocolo, a doença deve estar em remissão, e o corpo deve ser preparado para ser um último recurso, porque o medicamento por um transplante de medula óssea. Foi então que ele começou uma nova batalha: a de encontrar um doador de medula óssea 100 % compatível com o jovem.

O maior obstáculo, neste ponto, seria encontrar um doador não aparentado é totalmente compatível. A chance é 1 em 100 bilhões ao nível do país. A busca por um doador, foram realizadas várias campanhas e reboques, para doação de medula óssea, e milhares de pessoas foram mobilizadas para ajudar.

“Foi o caso, ele era bem conhecido pela mídia local e em nível estadual. Depois de uma semana de muita espera, um doador foi encontrado e, desde então, a família deixa de responder durante a batalha, e esperar que todos os poderes executivos municipal e estadual para cumprir com a decisão do tribunal”, relembra Geizi.

Por outro lado,

Por meio de nota, o Secretário de Estado da Saúde (SES-MT), anunciou que já tomou no dia 14 de junho deste ano, com o depósito judicial no valor de r$ 118.978,p. 58 (cento e dezoito mil, novecentos e setenta e oito reais e cinquenta e oito centavos) para o tratamento do paciente, K. C., G. a. T. , nativo da cidade, da Barra dos Índios.

Já, o conselho da cidade de Barra do Garça foi solicitado, e informou que vai prosicionar por meio de um aviso.

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/raviera/public_html/wp-includes/functions.php on line 4757

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/raviera/public_html/wp-includes/functions.php on line 4757