BrasilDestaqueGeralMundoNotíciasPolicia

Mulher achada morta em córrego foi vista pela última vez em bar

Vítima era casada e tinha quatro filhos. Na ocasião, ela teria saído com amigas e, horas antes, estava em um bar do bairro Nova Lima, região norte de Campo Grande.

Foi identificada a mulher achada no córrego Botas, área rural de Campo Grande, há quatro dias.

Segundo o delegado Sérgio Luiz Duarte, responsável pelas investigações, trata-se de uma auxiliar de serviços gerais, de 32 anos.

Ela era casada e tinha quatro filhos, sendo o mais velho um adolescente de 12 anos e o mais novo, uma criança de apenas três anos de idade.

A investigação também aguarda o laudo do Instituto de Medicina e Odontologia Legal (Imol), para definir a real causa da morte.

A apuração preliminar não encontrou nenhum sinal de violência externa, como perfuração por faca ou arma de fogo, conforme a polícia.

Pode ter ocorrido desde um afogamento acidental bem como um homicídio ou até mesmo um eventual acidente.

A questão da violência sexual também está sendo investigada.

No entanto, peritos avaliaram a situação e até a questão das amarras nos pulsos não foi confirmada, já que ela estava com cordões amarradas como pulseiras e também um colar de couro no pescoço, explicou o delegado.

Nesta quinta-feira (7), a polícia deve identificar e ouvir pessoas que a viram pela última vez.

“A investigação descobriu que ela estava em um bar do bairro Nova Lima, na madrugada do dia anterior em que ela foi encontrada. De lá, ela entrou em um carro prata. Nós estamos em busca destas pessoas. Testemunhas disseram também que ela era uma mulher muito alegre, querida no bairro e cheia de amizades”, ressaltou Duarte.

O pai da vítima, bem como o companheiro, também prestaram depoimento.

“Este último disse que a mulher ingeria bebida alcoólica e, em algumas ocasiões, saía com as amigas e chegava a ficar de dois a três dias fora de casa”.

Ele era pai de dois filhos com ela e padrasto de outras duas crianças, finalizou o delegado.

Entenda o caso

A vítima foi encontrada na noite do dia 3 de fevereiro. Conforme o registro policial, os peritos verificaram ainda que a mulher tinha os braços flexionados e as pernas estendidas.

O corpo foi retirado do córrego pelo Corpo de Bombeiros. Ela não portava documentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/raviera/public_html/wp-includes/functions.php on line 4757

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/raviera/public_html/wp-includes/functions.php on line 4757