Geral

O mercado de populares no brasil leva a escolas internacionais, AS Notícias – R7 Educação

Os pais de planejamento para enviar seus filhos para estudar no exterior, Pxhere

Com o alto custo e a concorrência para o mercado em São Paulo, grandes escolas nacionais, passou a focar seu investimento em unidades no interior do País. Em troca de pagamentos mensais de 20% acima, alguns dos mais caros colégios no nordeste, ou em cidades de médio porte no estado de são paulo, eles são não só o ensino do idioma, mas também um currículo que é distinta e reconhecível no exterior.

Para os especialistas, a crise no brasil para ajudar as redes para expandir. Isto porque as escolas promessa para educar os filhos da elite, a fim de sermos “cidadãos do mundo”, com a possibilidade de ir para a faculdade e trabalhar fora do País. Os educadores vê-lo de uma forma positiva com os métodos novos e inovadores. Por outro lado, indicam que a rede pode oferecer segurança aos seus pais sobre a resistência da estrutura, mas você corre o risco de ter uma educação que é “pasteurizado”, sem espaço para a cultura nacional e regional feudos.

Um exemplo de uma grande expansão da rede escolar canadense Maple Bear. Desde que foi comprada pelo Grupo SEB, do empresário Chaim Zaher, em 2017, o número de unidades aumentou 140 no País, em um sistema de franquia. Os outros 60 estão em fase de implementação, dos quais 90% estão localizados no interior do País. Um deles será em Macapa, a última capital a cidade em que não havia escolas na rede.

“No Norte e nordeste, como muitas vezes acontece, não é uma escola, do americano ou o sistema suíço, nossas unidades estão indo muito bem, e eles serviram como internacionais da escola de negócios no Estado”, diz o diretor executivo da Maple Bear, o rio Arno Krug. O investimento do grupo em expansão de R$ 250 milhões.

Uma das diferenças é o fato de que, em crianças menores de 5 anos de idade para ter aulas de inglês na escola. Só no 1º ano do ensino fundamental, eles têm que ter a disciplina de história e são ensinados a ler e a escrever em ambas as línguas.

Dr. Renata Pereira, Mauro, de 42 anos, mãe de Tiago, e de 6, eu viajei para a cidade mais próxima, para que o filho está estudando na Maple Bear. Em 2018, abriu uma unidade em Vinhedo, no estado de São Paulo, brasil, onde ele vive. “O que eu gosto sobre isso é a metodologia do canadense, que tem sido o ensino de autonomia para as crianças desde pequenas. Para ela, uma escola internacional teria sido impossível em sua infância, no seu interior, mas um prêmio para a direita agora. “Meu filho, agora vai se comunicar com qualquer pessoa, em qualquer lugar do mundo. Em suas viagens, ele sai ainda melhor do que nós.”

O Vermelho Casa Escola Internacional, que abriu em 2018, com uma grande unidade, em Higienópolis, região central de São Paulo, já está em obras, antes de uma filial na cidade de Recife, com inauguração prevista para 2020. Mesmo que o currículo é desenvolvido na Suíça e está certificada para aceitar universidades internacionais, vai ser mais barato para estudos na área. As mensalidades variam de r$ 3 bilhões a us$ 4 bilhões, enquanto em São Paulo, chegando a R$ 5,5 bilhões.

“É possível abaixar um pouco para se adaptar às necessidades da cidade, mas eu não tenho nada contra um mercado que é muito próximos que eles não acreditam na qualidade. Eles já tiveram pessoas que querem levá-lo para a Casa Vermelha para algumas das vilas e cidades que não queríamos. Se você não tem um perfil, ele não vai abrir”, diz o diretor executivo da escola, o Sr. O grupo, que representa 10% da população, com os salários mais altos nas cidades de Recife, a capital, tem a segunda maior renda média (R$ 13,6 mil), no nordeste. Em São Paulo é de R$ 16,3 bilhões, de acordo com a cidade.

O próximo passo é a unidade na cidade de Jundiaí (sp). Na escola, cerca de 70% das aulas são em inglês e 30% em português. Lam é questão de salientar que você não quer dar-se a ‘festivais, culturais, História e Geografia do Brasil” e “todo o mês para tocar o Hino Nacional antes da confusão com bolsonaro”. “Eu não vou ensinar você a História dos Estados Unidos, ou para fazer o trabalho duro, não tem sentido em uma escola no brasil.” Ele é o filho de Rachel, Lam, o fundador da escola de inglês Red Balloon, que foi vendido em 2012, e ele também tinha sido expandida. “O movimento de escolas internacionais é semelhante ao que aconteceu com o idioma inglês, no passado, também restrita a São Paulo e Rio de janeiro.”

A crise

Fernando Campora, diretor da Cherto Consultoria, empresa que tem clientes no sector da educação, e o crescimento de escolas internacionais está relacionado com o momento do País. “O fato de que é incerto no Brasil, são as pessoas que valorizam esse tipo de educação, e pode pagar para pensar que você pode preparar seu filho para o ar livre pode ser a solução para você.” Quanto menor o investimento nas universidades públicas nos últimos anos, de acordo com ele, ele também tem um efeito sobre. “Somos um país que acreditava que a universidade foi muito bom, e você não precisa se preocupar com as universidades. Mas as coisas mudaram.”

Campora tem também explicou que o investimento no interior, é muito mais fácil para as redes, devido à menor quantidade de aluguel, salários dos professores, e a concorrência com as instituições tradicionais. O Sabis Internacional da Escola de origem, o libanês, por exemplo, vai abrir sua primeira unidade no País, em Campinas, brasil, em 2021. Rede de ensino da língua inglesa, e currículo internacional com foco em Matemática e Ciência, que tem cerca de 75 mil estudantes em países como Estados Unidos, Alemanha, Paquistão, filipinas, Panamá e brasil.

“Nós tínhamos uma área de 10 mil metros quadrados, porque acreditamos que a educação precisa levar a parques infantis, campos de esportes e natureza. Por esta razão, em São Paulo, a taxa é de R$ 10 mil por mês”, disse Samir Koukaz, consultor em Sabis, um americano que está no Brasil para a implementação da escola. “Nosso foco principal, eles não são os super-ricos, e, sim, o público em geral, a média, trabalhadora, querem que a educação para os seus filhos.” Matrícula ainda não foi definida, mas deve ser em torno de us$ 4 bilhões.

O gerente, Tatiana, Faccio, de 44 anos, que mora em Belém, aprecia o fato de que seu filho, Wallace, de 9 de receber a mesma educação para crianças em São Paulo, ou no Rio de janeiro. Ele está estudando na Maple Bear, pois inaugurou uma unidade na cidade. Pagar mais do que nunca, mas ele me dá a confiança de que ele não vai ser difícil se você quer ir para a faculdade e fora dela.”

O Grupo SEB, proprietário do Maple, tem-se lançado em 2018, o excesso de Esfera, Escola Internacional de gestão de rede que você deseja ser em 30 escolas nos próximos 5 anos. Já há contratos assinados, em St. Louis, Brasília e cidades do estado de São Paulo. A Esfera usa um currículo que é de 4 mil instituições nos EUA, com o foco sobre o eixo, e não sobre o curso.

“O risco é na educação, se você fizer ele com pasteurizado’

Para o educador, da Universidade de São Paulo (USP), Silvia Colello, os pais precisam descobrir se o tipo de escola “para os habitantes do mundo, a globalização e a tecnologia,” mas as crianças estão perdidas na construção de valores autônomos.” “As estruturas estão prontas, pré-formadas, independente do perfil dos alunos, e eles tendem a ser artificial.” Ela lhe diz que, sim, é necessário renovar a escola, mas ensiná-los a aprender, pensar e sentir. “Eu acredito que a escola e construir sobre a relação com os alunos e suas famílias.”

Copyright © Acessado. Todos os direitos reservados.

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/raviera/public_html/wp-includes/functions.php on line 4757

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/raviera/public_html/wp-includes/functions.php on line 4757