Geral

Os candidatos reclamar sobre a falta de transparência na feira – Cidades – R7 Gazeta Digital

a semana em Revista ambiental, Digital

Os candidatos que se inscreveram para participar do Processo seletivo Simplificado, sem 01/2019 do Departamento de meio Ambiente (Sema), para a contratação de temporários, analista de meio ambiente, falou no #norwich city falta de transparência sobre os critérios de seleção, e argumentam que os resultados tinham sido dadas. O resultado do evento foi aprovado pelo governador, Mauro Mendes, e de publicado na segunda-feira (1).

O anúncio, que foi publicado em abril, visa preencher 50 vagas no cargo de analista de meio ambiente, e as funções de biólogos, engenheiros, agrícola, florestal e ambiental e engenheiro agrônomo, geógrafo, gestor ambiental e geólogo. O salário oferecido é de r$ 7.003,de 16 anos, para uma carga horária de 40 horas por semana.

Leia também – 9 concursos com salário de até R$ 28,8 bilhões no estado de Mato Grosso

De acordo com um dos candidatos, o processo de seleção foi baseado apenas na experiência profissional e cursos de estudo ter ocorrido sem a realização da prova escrita. “Sabemos que muitos têm feito esses cursos na última hora, apenas para mostrar que os requisitos do processo de seleção.

Candidato contesta a forma em que foi realizado para verificar que o evento contou com a presença de um único passo, sem os exames escritos, e o correto seria estar em um processo de duas etapas. “Deveria haver a prova de títulos e prova escrita, de acordo com a constituição, a obrigação não será de caráter eliminatório,” ele escreveu.

Outro concorrente afirma que, aparentemente, foi levado para atender as pessoas que já estão trabalhando em agências. “Isto é para desenvolvimento de carreira e aumento de ganhos. Sabemos que há uma história de nomeação política e sectores de actividade relacionados com o meio ambiente, os perfis são fortes no estado de Mato Grosso, disse o relatório.

“Eu e vários colegas de seguir todas as regras estabelecidas no edital. Eu tenho feito declarações em conformidade com as especificações do edital, demonstrando as experiências de mais de 300 projetos na área. De qualquer maneira, eu estava do lado de fora”, lamentou um engenheiro.

Os candidatos necessitam de clareza sobre os critérios para a análise levada a cabo pela Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat). “O anúncio oficial, disse que seria usado para a Tabela do Barema, mas queremos mais transparência no processo”, disse o outro engenheiro, que tem mais de 14 anos de experiência.

“Toda a minha experiência na carteira, e até mesmo o meu estágio da faculdade, que foi baseado em sig e análise ambiental. Todos os ducumentos foram anexadas ao processo, e até mesmo chegando com os recursos de que minha candidatura foi rejeitada”.

Os praticantes ouviu a notícia que ele disse que haverá uma denúnica no sector Público a nível Estadual.

Por outro lado,

O CASCO veio em contacto com a ajuda de Semana, ele foi informado de que não havia sentido no procedimento, e que enuncia os critérios de experiência em elaboração e/ou análise de CARROS, entre outros, dando-lhe a oportunidade de ser bem-sucedido na seleção para candidatos que tenham atuado em qualquer fase do processo.

Confira a nota na íntegra.

Para o propósito da publicidade e da transparência, do Secretário de Estado do meio Ambiente (Sema-MT) aponta que não há sentido na chamada para apresentação de propostas para a seleção de 50 analistas temporária, o que facilitará a análise do cadastro Ambiental Rural (CAR). A comunicação estabelece critérios de experiência em elaboração e/ou análise de CARROS, entre outros, dando-lhe a oportunidade de ser bem-sucedido na seleção para os candidatos que tenham trabalhado em qualquer uma das etapas do CARRO.

Além disso, o modelo proposto dentro do Barema descrita na notificação também estabelece critérios para a formulação de acadêmicos, graus e cursos.

O processo de seleção foi realizado pela Unemat, com a Ajuda do Gerenciamento de Concursos e vestibulares, e todos os passos que têm sido amplamente relatado por conferir a impessoalidade e a transparência do processo de seleção.

Os representantes da Verdade, Unemat tem sido o Ministério público Estadual (MPE-M) do mês de maio, para prestar esclarecimentos sobre a imparcialidade do processo de seleção. No momento, a Unemat deixou claro que tem a expertise na realização do processo de seleção e os critérios que são puramente objetivo. Não é possível, por exemplo, para determinar um curso de subjetivo.

A Verdade é também explicada pelos promotores presentes foram utilizados apenas critérios objetivos, sem a prova de ensino, devido à necessidade de contratação de uma emergência. Desta forma, todo o processo está tendo a devida assistência jurídica por parte do conselho de controle.

Os ensaios abertos para atender a uma necessidade no preciso Semana que agora tem mais de 60 mil registros de espera para revisão e a validação do CARRO. O reforço da equipe, que agora tem apenas uma dúzia de profissionais, foi acordado pela promotoria, por meio de um Termo de Compromisso ambiental (TCA) são inseridos no início de 2019.

No documento, você listou uma série de ações para surgir, com o objectivo de melhorar a análise dos registros enviados para o Simcar. Desta forma, o Shema afirma a equidade do processo de seleção, e reforçou a sua missão é contribuir para o desenvolvimento sustentável do Estado.

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/raviera/public_html/wp-includes/functions.php on line 4757

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/raviera/public_html/wp-includes/functions.php on line 4757