Geral

Por que se contentar com o negócio que é urgente, necessário e custo-benefício? – Tecnologia E Ciência – R7-Programa De Inovação 360

O Programa Inova No 360-Programa De Inovação 360

Por João Bueno

Nos últimos 60 anos, temos aprendido ao longo do curso da gestão, as escolas de negócios que a única função de uma empresa é fazer dinheiro.

Este é o conceito de capitalismo tradicional tem forjado nas teorias de Milton Friedman, prêmio Nobel de economia em 1976, e um conselheiro de três presidentes americanos, economista neo-liberal, que acredita que a empresa pertence aos acionistas, foi o único dever de maximizar o lucro para seu dono, e o quadro de acção deve ser a lei, período.

O bem-estar social, o meio ambiente, e sobre qualquer outro assunto foi a responsabilidade do estado, que é, por direito, ele acreditava, deve ser mantido o mais curto possível, porque o mercado irá regular a economia.

Este é o modelo do capitalismo tradicional tem trabalhado por muitos anos, ele foi extremamente importante para o desenvolvimento da economia e da sociedade, mas ao longo dos anos foi levado ao extremo, e nós realmente não fazê-lo.

O primeiro princípio do Negócio de Reconversão Estado-de-Humor-é todo o modelo, com o passar do tempo, ela se deteriora e se desvia de seu propósito inicial.

Eu sou um capitalista, eu acredito em propriedade privada e a acumulação de créditos, isto é, os cidadãos, que estão a estudar mais, trabalhar mais, gerando mais riqueza para a empresa e para a empresa ser a melhor-pagos e reconhecidos.

Todas estas coisas fazem sentido para mim, o que resta a fazer é, quando você, a fim de atingir as metas e objetivos no final do trimestre ou do ano fiscal, e as empresas que fazem como, quase todos, isso é imoral ou antiético e algumas atividades ilegais.

O negócio-foco (e concentra-se) sobre o crescimento e o não-crescimento. A pressão é tão grande que, para alcançar esse crescimento, o foco está 100% sobre o resultado, e fazer de tudo para alcançá-lo.

O Estado-de-Humanização somos TODOS, pela crença, da lógica e fatos.

Ou alterar a sua maneira de agir, ou colapsaremos a economia, a sociedade e o planeta, e eu vou te dar 3 motivos que mostram a necessidade de se humanizar a sua empresa, para colocar o ser humano no centro, você parar de olhar para seu próprio umbigo e olhar para o todo, o todo da obra. O resultado deve ser uma consequência e não um objetivo.

1º MOTIVO: o AMBIENTE

A Global Footprint Network, uma organização que lida com o estudo do consumo, e a análise da “pegada de carbono” no planeta, diz ele, “a humanidade quebrou o seu limite, os Nossos dados indicam que as emissões de dióxido de carbono são combinadas com todas as outras exigências do ser humano na biosfera levar até mais de 170% da Terra reset – então, estamos agora usando quase dois planetas.”

Até 2018, a empresa tem esgotado todos os recursos naturais renováveis no planeta, no dia 01 de agosto (dia do excesso) – o resto do ano, estamos vivendo em um déficit, e destruindo o planeta.

De acordo com a mesma autoridade, precisaríamos de 5 planetas para viver com o modo de vida americano, e quase 2 em planetas (1,8), a fim de viver como vivemos no Brasil.

Este foi provavelmente o primeiro, se é pelo consumismo e pelo desperdício.

Estamos a ponto de um colapso do planeta e as pessoas e as empresas que agir como se você não mora aqui.

Isso nos leva ao primeiro ponto, o título deste problema, precisamos tomar medidas urgentes. Mas se você não se torna possível para ela, não se preocupe sobre o seu próprio futuro ou para seus filhos, é outra razão.

O 2º MOTIVO é a SAÚDE

A doença das últimas décadas é a depressão e a ansiedade, dois dos vilões, que destrói vidas e famílias inteiras.

De acordo com a organização mundial da saúde (Organização Mundial de Saúde), nos últimos dez anos, a incidência de depressão cresceu 18,4% para 4,4% da população mundial.

Estes números são o que de pior no Brasil estão acima da média mundial, chegando a 5,8% da população. Nós somos os campeões da queda da América e o segundo nas Américas, atrás apenas dos EUA (5,9%).

Este título é uma fonte de orgulho, em vez de preocupação para o extremo.

O brasil é detentor do recorde mundial nos transtornos de ansiedade. A prevalência na população mundial é de 3,6%, e no Brasil, ascendeu a 9,3% da população, isto é, um número que é 2,5 vezes maior.

Se tomarmos os dados do Ministério do Trabalho, a ansiedade e a depressão são a segunda causa mais comum da doença no local de trabalho, e a causa mais comum de afastamento do trabalho.

A linha inferior é simples, as empresas que são o foco (não o único) da doença na população de uma doença tão grave como este.

Isso nos leva ao segundo item de informação, para trabalhar de uma maneira diferente, um entendimento do negócio, com uma visão mais humana para uma mudança nesse cenário, é absolutamente necessário.

Se o ambiente e a sua saúde não são suficientes, talvez você possa compreender a outra língua.

3 JUSTIFICATIVA: LUCRO líquido

Empresas conscientes e humanizado é o mais lucrativo!

Um estudo do instituto de capitalismo consciente em americana”, publicado no livro, EMPRESAS de CARINHO, ele mostra que as empresas estão cientes de que o índice S&P 500, foram até 14 vezes mais custo-eficazes e quais não são.

Isso não quer dizer que ele está lá fora, que, no Brasil, que não funciona, e que nós não estamos cientes e nunca vai ser a de que o complexo de vira-lata do que nós), vejamos o exemplo abaixo.

Uma tese de doutorado na EESC-universidade de são paulo, com base no estudo, o Professor Raj Sisodia (co-autor do livro mencionado acima), realizada por Pedro, o que eu, uma comparação das 500 maiores empresas no Brasil, para avaliar a rentabilidade de build-up, foi encontrado que o desempenho financeiro das Empresas que mais Humanizado no Brasil (EHBR) é cerca de 6 vezes maior do que a de longo prazo.

Se uma empresa é mais humano e contribui para o meio ambiente e para a sociedade, e é o mais rentável, inevitavelmente, surgem algumas perguntas:

Por que as empresas não estão humanizado?

Porque aprendemos que para ser oficiais, tivemos que ser muito agressivo e é voltada para os objetivos de aprendizagem (a qualquer custo).

Mas, agora que você sabe a consequência dessa conduta, o refaçamos de questão.

Por que não humanizamos da empresa?

Porque a maioria das pessoas não sabe como fazê-lo, não há uma base para ajudar a guiar a empresa na direção certa.

O SER& SK e criou a metodologia para o Estado-de-o lado Humano das organizações, isto é, uma estrutura de Tecnologia, Negócios & amp; Transformação de Mentalidade, para transformar a empresa em organizações que são custo-eficaz e humanizado.

Da Casa de joão é um Estado-de-o Humanista e o fundador do SER& KS, e o criador do Tecno-Humana www.bensk.net

[email protected]

linkedin.com/in/marcio-luiz-bueno-de-melo-∴-94a7066

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/raviera/public_html/wp-includes/functions.php on line 4757

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/raviera/public_html/wp-includes/functions.php on line 4757