Geral

Que podem ser telefones celulares do policial morto no bolsonaro | VER

Existem duas possíveis razões para o silêncio da família bolsonaro, sobre o tiro fatal de uma arma, no estado da Bahia, o ex-capitão do BOPE, do Rio de Janeiro e a milícia, Adriano Magalhães da Nóbrega.

Primeiro de tudo, fingindo que não tinha ligações com ele, e o defendeu, em discurso na Câmara, o deputado Jair bolsonaro e a honra de ser nomeado presidente da Assembleia Legislativa do Rio de janeiro, para seu filho, e Carregada.

O segundo e principal motivo (que pode ser em 13 de telefones celulares foram apreendidos, com honras, tanto no lugar onde ele estava escondido e foi morto em uma fazenda na cidade de Palmeiras, na cidade da bahia para o Terraço.

Lima usava as fichas em nove diferentes provedores de serviço para se comunicar através de telefones móveis. Ele sabia que a arte para monitorar os bandidos queriam. Não querem cair nas armadilhas que ele próprio montara para o outro.Publicidade

Mesmo assim, é possível que a memória do telefone móvel para revelar a você que você diga e quem sabe? é o que ele é. Os equipamentos serão analisadas pela Polícia Civil do Rio de janeiro, sob o comando do governador, Wilson Witzel.

O governador e o presidente da República terminou o relacionamento. Bolsonaro está convencido de que Witzel tem acesso, de controle e de investigação, o Ministério Público, sobre eventuais erros de sua família.

Ontem, Witzel, deu um presente de participação indireta no bolsonaro: “o meu governo não admite para a milícia”.

Facebook Comments
Botão Voltar ao topo