Geral

Ramos, marcar uma reunião para definir os próximos passos na comissão de imprensa A7 Economia

A reunião será realizada às 11h, na quarta-feira, Charles Sholl/Brazil Photo Press/a folhapress – 02.07.2019

O presidente da Comissão Especial sobre a Reforma da segurança social, Pelos Galhos, convocou uma reunião com os líderes das bancadas às 11h desta quarta-feira (3), para discutir os próximos passos da comissão.

O relator da reforma, Samuel Smith, feitos os ajustes, na sua opinião, anunciou no dia 13 de junho, terça-feira (2). Enquanto você lê o restante dos votos, disse que as mudanças”, resultaram na necessidade de melhoria do texto, sem alterações significativas no conteúdo.

Entre os pontos feitos na leitura do restante da votação é para manter a idade mínima para funcionários federais, tomou a extraordinária contribuição de seus servidores, e ele também incluiu que os professores serão capazes de ter a paridade e a integralidade dos 57 anos de idade, entre outras coisas.

O texto propõe que, como regra geral, a tempo parcial, com idade mínima de 65 anos para homens e 62 anos para as mulheres. Até que a lei é específica no caso de o sujeito, o tempo de contribuição que o setor privado vai ser de pelo menos 15 anos de idade para as mulheres e 20 homens, no setor público, e 25 para homens e mulheres. Como é agora, não há regras para categorias específicas, tais como professores. Veja também: Reforma da Previdência continua, mas ele não foi para os acordos de Estados e municípios que estão localizados fora de um parecer sobre o fundo de Pensões

Ramos e, em seguida, anunciou que foi apresentado em 109 destaques da opinião, da reforma, o que exigiria uma re-avaliação para a causa das alterações propostas pelo relator.

A reforma da segurança social: o relator introduz uma nova versão da proposta, veja o que você pode mudar e o que deve ser mantido

Processamento de

O primeiro passo da comissão especial da Câmara, que será responsável pela análise de mérito da proposta. Os deputados têm 40 sessões para votar sobre a questão, que tem que ser aprovado por cinqüenta por cento mais um.

Em seguida, ele vai para o andar da Casa, onde eles serão julgados por todos os membros da federal. A votação terá lugar em dois turnos, e você tem 3/5 de votos (308).

Se aprovada, a reforma segue para o Senado. Lá, você será avaliado de acordo com a CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) e, em seguida, através do chão da Casa.

Você precisa de 3/5 dos votos (49) para ser aprovado. A votação ocorre em duas rodadas.

Uma vez que todas as aprovações, o texto passou pelo Congresso Nacional, e torna-se uma emenda à Constituição.

* Informações da Agência Câmara de Notícias.

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/raviera/public_html/wp-includes/functions.php on line 4757

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/raviera/public_html/wp-includes/functions.php on line 4757