Geral

Simples, o programa Nacional de Alternar de volta para 2018, é Regulado – Economia – R7 demonstrações Financeiras

Simples, o programa Nacional de Alternar de volta para 2018, que é Regulado na Contabilidade

Na PRAIA, eu e o CLIENTE pode voltar ao Simples, Doméstica, de forma retroativa, para o ano de 2018, o prazo, requer que a opção expira no dia 15 de julho de

Sua empresa foi excluída do Simples Nacional da dívida no ano de 2018? Você deseja retornar para o regime?

Sua empresa pode fazer a troca de volta para o Simples, para o Nacional

A autorização é de um retorno ao Simples, Doméstica, de forma retroativa, para o ano de 2018, conforme previsto na Lei Complementar nº. 168/2019 foi publicado no dia 13 de junho, é regida pelo Comitê executivo do Simples Nacional.

De acordo com a lei nº. 146 do Comitê gestor do Simples Nacional, que é hoje publicado no Jornal Oficial da União europeia (03/07), na PRAIA, eu e o CLIENTE pode ser a maneira maravilhosa para fazer a transição para o mercado Único, com efeitos retroativos a partir de 1 de janeiro de 2018.

Confira as regras:

A empreendedores individuais, micro-empresas e pequenas empresas serão capazes de, de uma forma extraordinária, para fazer uma nova escolha, simplesmente Nacional, que, no agregado:

Eu tenho sido excluídos do presente regime, com efeitos a partir de 1 de janeiro de 2018;

II assinaram o Programa Especial de Regularização de Tributação das microempresas e Empresas de Pequeno porte optantes pelo Simples Nacional (C-NS), que foi estabelecido pela Lei Complementar nº. 162, de 6 de abril de 2018; e

III – não ter sofrido, no dia 1º de janeiro, no ano de 2018, as vedações previstas na Lei Complementar número 123 de 14 de dezembro de 2006.

O prazo para fazer a opção novamente

A escolha do Simples da Doméstica, de forma retroativa poderá ser feita até ao dia 15 de julho de 2019, para a Secretaria da Receita Federal do Brasil (RFB), de acordo com o formulário constante no Anexo a esta Resolução. As Demonstrações Financeiras

O formulário de candidatura deverá ser:

Eu estava assinado pelo contribuinte ou por seu representante legal, nos termos da lei; e

II – uma estrutura de tópicos do documento, a constituição da pessoa jurídica, ou o equivalente, com as devidas alterações, a fim de identificar as pessoas responsáveis por sua administração.

No final, esta escolha terá um efeito retroativo a partir de 1 de janeiro de 2018.

É para a sua vantagem para fazer-datado para o ano de 2018?

Este deve ser analisado caso a caso, por um profissional da contabilidade.

Como chegar a outras obrigações, e encontros neste período?

Se a empresa que você escolher para se juntar, e é Nacional, de volta para 2018 para saber que você terá que fazer todos os resultados em conjunto com o PGDAS-D é neste período em que ele estava fora do sistema, e cumprir as demais obrigações. E não é tão simples de fazer isso.” Porque você tem todos os documentos emitidos neste período de tempo, como a fatura é para a venda de bens e / ou serviços. Assim, é necessário olhar para ele, incluindo todos os recalls feitos durante este período de tempo.

Procure um contabilista, com o parceiro certo para o seu negócio!

Aqui está parte da Resolução CGSN nº 146/2019.

Para o Nascimento da filha – ela é o autor e criador do Potal para Seguir o internal revenue service

Fonte: Vá para o escritório de Impostos

Portal Financeiro

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/raviera/public_html/wp-includes/functions.php on line 4757

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/raviera/public_html/wp-includes/functions.php on line 4757