Geral

Tendas de hidratação, feita de mais de 36 bilhões foram gastos no 37 dia – Distrito Federal-R7 Jornal de Brasília

Um jornal em Brasília, o Jornal de Brasília

Domingo (30), o prazo de força-tarefa para a hidratação do paciente com suspeita de dengue foram realizados a 37 dias de operação, 36.244 de cuidados para as pessoas do Distrito e do governo Federal. Deste total, 24.644, apresentaram suspeita de dengue, 7.749, recebeu hidratação e / ou medicação, e 682 teve que ser levado para o hospital.

“Nas tendas eles prestado um serviço relevante para a população no atendimento aos casos de febre de dengue, por exemplo, a percentagem de remoção de pacientes para unidades de cuidados de saúde foi de menos de 2% do número total de pessoas abraçaram-los”, disse o secretário de Saúde, Osnei Okumoto, a ponto de que, agora, se você tem que olhar para as unidades públicas de saúde mais próximos de suas casas.

De acordo com o subsecretário de Atenção Integral à Saúde de Ricardo Ramos, os centros de hidratação, ao terem elas cumprido o seu papel principal de “bem-vindo ao mais simples dos casos de suspeita de dengue, a febre e aliviar o atendimento em Unidades de pronto atendimento (Upas) e hospitais”. De acordo com ele, houve uma redução significativa na demanda por serviços em uma tenda, justificando a cessação de todas as estruturas e após o dia 30 de junho do mesmo ano.

Instalado em 25 de maio, o termo veio para servir a mais de 1.500 pessoas por dia no início do serviço. No sábado (29 de março), foram realizados 508 lugar, sendo 134 pacientes atendidos pela primeira vez. No domingo, ele caiu para o 408, com apenas 89 da primeira suporte.

O DF foram dez tendas da força-tarefa para a hidratação do paciente com base na localização, com as mais altas taxas de incidência de dengue. Três deles têm sido desligado anteriormente, zonas Húmidas, Estruturais e de serviços. No passado, trabalhou em o Lobo, Paraiso, Brasil, julho II, Samambaia, Ceilândia e Brazlândia.

O TRABALHO ESTÁ EM CURSO

O trabalho é para eliminar o Aedes aegypti, permanece no distrito federal, principalmente devido aos esforços dos profissionais do Departamento de Saúde e instituições que contribuíram para esta ação, disse o ministro da Saúde.

“Os esforços para combater o mosquito, têm sido e continuam a ser importantes, principalmente devido ao trabalho duro e constante servidor de Monitoramento Ambiental e de parceiros do ministério da Saúde, disponível em todos os momentos para que este trabalho, como o serviço de bombeiros, os servidores da Defesa Civil, polícia Militar, polícia Civil, SLU, e as Forças Armadas”, disse ele Okumoto.

Atualmente, o ministério da Saúde conta com o trabalho de inspeção de, aproximadamente, 470 agentes no campo, entre os servidores para o Monitoramento Ambiental, a SLU, profissional e cedidos. Cada agente tem inspecionados uma média de 20 casas por dia.

A continuação da tarefa de luta contra arboviroses é realizada por um profissional de saúde, em colaboração com a Defesa Civil através do número de telefone, 199, na qual deseja receber relatórios de áreas com acúmulo de lixo e água.

Com informações da Agência, em Brasília, brasil.

O post Tendas de hidratação, feita de mais de 36 bilhões foram gastos no 37-dia apareceu primeiro em JBr..

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/raviera/public_html/wp-includes/functions.php on line 4757

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/raviera/public_html/wp-includes/functions.php on line 4757