Geral

Um incentivo definido pelo bolsonaro ia comprar para 180 mil, e a ambulância | VER

O presidente, Jair, bolsonaro, disse na terça-feira, dia 7, o que eles foram informados de que a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), é esperado para manter os incentivos previstos para a geração de energia solar. Ao defender a concessão, bolsonaro, contradizem a posição do Ministério de assuntos econômicos sobre o problema. Os técnicos da pasta para compartilhar, em uma recente demonstração, que é a isenção da taxa iria provocar “consequências negativas” para os consumidores que não têm, por exemplo, os painéis são instalados nos telhados de suas casas. “Apenas uma fração da população representada por aqueles com renda mais elevada, você terá acesso a essa política”, diz o documento, produzido no dia 30 de dezembro de 2019.

De acordo com o Ministério da Economia, os subsídios devem ser mantidos, como argumentou o presidente, jair bolsonaro, e nos próximos 15 anos, o governo irá aumentar a 34 bilhões de dólares, em valor presente. Esses recursos, de acordo com os técnicos da pasta, pode ser usado para outros fins, como a construção de mais de 9 000 creches ou para a compra de 180 000 serviços de emergência”.

O inquérito do Ministério da Economia, que ainda é crítica, “o peso da energia elétrica que tem sobre o orçamento do consumidor brasileiro”, e aponta que, no Brasil, um estudo recente da Agência Internacional de Energia (AIE), tem sido classificada como a terceira maior custo de energia elétrica entre os 22 países pesquisados. O documento, enviado ao rio de janeiro, tem também alegou que os pagamentos similares concedidos em outras partes do mundo, foram revistos com a passagem do tempo.

Na noite do dia 5, bolsonaro-postou um vídeo em suas redes sociais, dizendo que não haveria imposto sobre a energia solar e independentemente da posição do pessoal do ministério da Economia. “Ninguém pode falar para o governo, não vai ser-me sobre esta questão. Não estou interessado nas opiniões dos secretários ou o que quer que seja”, disse ele. Para reforçar ainda mais sua posição, bolsonaro teve o apoio dos presidentes, Rodrigo Maia, o conselho de administração, e Davi Alcolumbre do Senado, além de organizações e empresas do setor, que divulgou uma nota defendendo o forte potencial de crescimento das fontes renováveis de energia nos próximos anos.

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/raviera/public_html/wp-includes/functions.php on line 4757

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/raviera/public_html/wp-includes/functions.php on line 4757